Foto: Danilo Borges, Ministério do Turismo

Local

As atividades do 4º Contato Coletivo em Recife vão acontecer nas instalações do Museu da Cidade do Recife, ou Forte das Cinco Pontas, como é mais conhecido.

O forte foi inicialmente construído em 1630, por ordem de Frederik Hendrik, Príncipe de Orange, durante a ocupação holandesa em Recife. O projeto de construção da fortaleza é atribuído ao engenheiro holandês Tobias Commersteijn e sua estrutura era composta de madeira, terra batida e barro. A fortaleza ganhou o nome de Forte das Cinco Pontas, devido à sua forma pentagonal. Os objetivos do forte eram garantir o suprimento de água e também assegurar que carregamentos de açúcar transportados pelo rio Capibaribe chegassem ao Porto de Recife, impedindo a ação de piratas.

No ano de 1654, porém, as forças de resistência portuguesa, comandadas por João Fernandes Vieira, André Vidal, Felipe Camarão e Francisco Barreto, venceram as tropas flamengas e ocuparam o forte. Nesse período, começou a primeira grande reforma da fortificação, reconstruída em pedra e cal e, agora, apenas com quatro pontas. A obra terminou em 1684, quando a fortificação foi rebatizada de Forte de São Tiago. Entretanto, o nome Cinco Pontas, já consolidado, permanece até os dias de hoje.

Desde 1982 o espaço sedia o Museu da Cidade do Recife.

Veja fotos do local.